terça-feira, dezembro 19, 2006

expectativa


fotografo: robert levin
Senti bater à porta levemente
E acordei desta minha letargia
Aguardando que batam novamente
Ansiosa por saber quem seria
Na expectativa, passei longas horas
Esperando em ansiedade crescente
Que quem bateu não se tenha ido embora
Sem que tenha batido novamente
Mas em vão, nunca mais ninguém bateu
E de novo meu corpo adormeceu
E o pior fico sem saber quando
Voltarás à minha porta a bater
E o meu coração possa assim saber
Que na verdade não estava sonhando…
Eis que então dei por mim a brincar
Em ti sem medo de parar…
Será que ainda me vês com olhos de criança?
Nunca perco essa esperança…
Feliz Natal….

4 Comments:

Blogger Tacitus said...

Arrepiante e sublime expectativa. Aproveito para te deixar uns sinceros votos de boas festas. Aquele abraço...

3:56 da tarde  
Blogger Å®t_Øf_£övë said...

............?
...........***
..........*****
.........*Feliz*
........*********
......************
.....******Natal****
....****************
...******************
..********************
..........****
..........****
..........****

Um feliz Natal para ti.

1:29 da manhã  
Blogger Pinguim da Neve said...

Querida... quem te bateu à porta era um pinguím gelado, em busca do calor da tua poesia!
Continua a escrever... as tuas palavras trazem-me alegria, cor e luz...
Parabéns pela coragem de assumir o teu talento e pratilhá-lo connosco.

6:58 da tarde  
Anonymous oaoj said...

Não deixes que a ansiedade te assalte....apenas que a esperança permaneça...que seja em forma de malte...sonho que para isso aconteça!

8:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Escreva!
Escreva!