quinta-feira, janeiro 26, 2006

meu rio



Sigo pela estrada,
Acompanhas-me.
A tua dimensão é crescente.
Observo-te em vários tons, forças, níveis.
O teu trajecto nada monótono, lembra
Percursos vividos, gritos prendidos, dores presentes.

Admiro-te da margem,
Por momentos voo como uma ave.
Vejo-te preso entre as encostas.

No teu domínio és rei,
Abarcas contigo todos os segredos
Diluídos nas profundezas.

2 Comments:

Anonymous oaoj said...

só pode ser o teu cara metade... deslizando ao sabor da corrente...empurarrado por ventos nunca sentidos...acompanhado pelo teu olhar felino...entre sonhos e recordações distantes, mas presentes no teu destino.

5:17 da tarde  
Blogger Å®t_Øf_£övë said...

Imensa,
Gostei destas tuas palavras.
Realmente quando observamos o rio com olhos de ver percebemos toda a sua força e beleza.
Bjs.

10:47 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Escreva!
Escreva!