sábado, dezembro 29, 2007

existo


fotógrafo: Ole Graf


Existo porque fui amado
Em noites que a chuva
Chora a tua partida

Existo porque fui amado
Nos dias em que anunciavas
A vida que me trarias

Existo porque fui amado
Nas horas passadas em solidão
De um adeus no nosso silêncio

4 Comments:

Blogger AcidoCloridrix said...

Aqui venho desejar que em 2008 dês muitas cambalhotas, e boas,,, com muito prazer e amor,,, e desfrutes tudo de bom,,, pois se tal conseguires é sinal que tb terás saúde a rodos,,,,,, HCL

5:54 da tarde  
Blogger Pinguim da Neve said...

Existo porque escreves para interpretar os meus silêncios...
Saudades da tua voz!

8:15 da tarde  
Blogger Å®t Øf £övë said...

Imensa,
Desejo que neste ano, que agora se iniciou, sejas muito amada, e que concretizes todos os teus sonhos.
Bjs.

1:22 da manhã  
Blogger alexia said...

O que nos faz sentir vivos é complexo e difere de pessoa para pessoa. Entendo essa existência...

Beijo

4:56 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Escreva!
Escreva!