terça-feira, julho 24, 2007

"Do infinitamente pequeno ao infinitamente grande"


fotógrafo: mika


As peças soltas brincam nos meus dedos
Espalhadas, todas parecem iguais
Isoladas nada me dizem
Apenas os seus audazes traços
Indicam-me a beleza do seu rosto
Um puzzle de 26 peças
Tão simples de jogar
Jogo dinâmico, coerente
Aparentemente consistente
Disfarçadamente inteligente
Essas simples peças…
Viajam pela nossa literatura
Desde o singelo conto de embalar
Até ao complexo dissertar.

3 Comments:

Blogger Tacitus said...

Ás vezes a fronteira entre o infinitamente pequeno e o infinitamente grande é mais ténue do que pode parecer.
Boa semana.

2:52 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Estás no caminho de mudar, já pensaste nisso? Claro, muitas vezes...
Um beijo
Daniel

5:58 da tarde  
Anonymous alexia said...

Não sei porque sinto que falas das palavras...é com elas que se joga assim e tu jogas...duma forma muito sedutora:)))

Beijo

10:46 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Escreva!
Escreva!